Monthly Archives - dezembro 2020

CRIANÇAS | Saiba o que fazer quando machucar os olhinhos deles #iosgparacrianças

Todo ano, cerca de 110 mil crianças sofrem acidentes domésticos e precisam ser hospitalizadas. Dentre eles, muitos envolvem traumas oculares, onde os pequenos acabam ferindo, machucando ou perfurando os olhos, o que causa a maior parte dos casos de cegueira monocular (em apenas um dos olhos) nas crianças brasileiras. Especialmente os meninos, que fazem brincadeiras mais brutas com lutas, quedas e contusões, são os que correm mais riscos. Mas o que devemos fazer nesses casos? Em primeiro lugar, está sempre a PREVENÇÃO.

COMO PROTEGER OS OLHOS DAS CRIANÇAS?

O ponto de partida é a conversa com a criança: explique, de forma que ela entenda de acordo com sua idade, que qualquer “dodói” na região dos olhos deve ser informado o mais rápido possível para os pais, professores, ou para o adulto responsável que estiver por perto. O adulto deve pedir que a criança conte, com detalhes, o que foi que aconteceu com o olho e procurar sinais de traumas, como a vermelhidão e o lacrimejamento. As crianças costumam esconder ferimentos decorrentes de brigas, quedas ou as famosas “artes”, atividades que já haviam sido proibidas pelos pais, então elas devem ser encorajadas a relatar tais acontecimentos, sem insinuações de castigos, pela sua própria segurança.

Os acidentes costumam acontecer no ambiente doméstico. Com ênfase neste período em que o isolamento social e o “ficar dentro de casa” é uma atitude básica para a manutenção da saúde de toda a sociedade. Dessa forma, as crianças deixaram de frequentar ambientes como parques e a escola, e a casa onde vivem se tornou o ambiente para aventuras e exploração. Algumas mudanças podem ser feitas na rotina e nos hábitos familiares, para proteger os pupilos de queimaduras, perfurações, e infecções oculares.

Para prevenir queimaduras nos olhos, posicione sempre o cabo da panela virado para dentro do fogão, os produtos de limpeza devem se manter em prateleiras altas ou com tranca, fora do alcance das crianças e os fumantes devem tomar um cuidado redobrado ao segurar bebês de colo. As perfurações costumam ser causadas por objetos comuns, como lápis, tesouras, facas, plantas pontiagudas e até mesmo pelo bichinho de estimação. Permita apenas que a crianças mais velhas usem tais objetos sem supervisão. As crianças costumam coçar os olhos com frequência, e deve ser orientado que não o façam, pois as mãos podem ter entrado em contato com objetos ou locais contaminados, como a areia, e os vírus, bactérias ou protozoários presentes causam infecções graves nos olhos.

O QUE FAZER QUANDO ELES MACHUCAM OS OLHINHOS?

Se apesar de toda a cautela, seu filho ou aluno sofrer algum tipo de trauma ocular, fique atento a sintomas como a dor, vermelhidão, ardência e inchaço, que podem demorar algum tempo para aparecer. Em qualquer caso, deve ser agendada uma consulta no oftalmologista para que a gravidade da lesão seja avaliada e o tratamento correto seja indicado. No caso de perfurações, a criança deve ser encaminhada com urgência para um pronto-socorro, e não se pode comprimir os olhos com faixas ou tampões, e nem utilizar nenhum tipo de medicamento para aliviar a dor.

Acidentes, mesmo que considerados leves, exigem que os olhos da criança sejam monitorados com frequência pelo médico oftalmologista, para acompanhar de perto a evolução da lesão e do tratamento, a fim de prevenir que doenças oculares mais graves surjam em decorrência disso, como o glaucoma (aumento da pressão intraocular), que pode levar a perda da visão.

Conte com o IOSG! Aqui temos médicos especialistas em atendimento infantil a disposição para cuidar dos olhos do seu pequeno.

IOSG – Há 40 anos trazendo mais detalhes em sua vida!

Fonte:
– Revista Veja Bem (Conselho Brasileiro de Oftalmologia).

Read more...

Nas férias de verão os olhos também merecem atenção!

É VERÃO! Bom sinal, já é tempo: de abrir o coração e sonhar. Seja passando uma tarde em Itapuã, ou desfilando pelas calçadas de Ipanema, os dias estão mais longos e quentes, o que exige uma atenção redobrada com a pele. Para ela, os cuidados são conhecidos: protetor solar, roupas de algodão e evitar o sol das 10h às 16h. No entanto, existe uma parte do nosso corpo, extremamente sensível, que pede cuidados específicos: os nossos OLHOS.

POR QUE OS OLHOS PRECISAM DE CUIDADOS?

Quando os olhos são muito expostos a luz do sol, principalmente se essa é refletida pela água, areia ou outras superfícies, podem ocorrer queimaduras solares nos olhos, condição chamada de FOTOCERATITE ou FOTOCONJUNTIVITE. Os sintomas mais comuns são dor, vermelhidão, manchas nos olhos e a perda temporária da visão. Além disso, a longo prazo, os raios ultravioletas (UV) emitidos pelo sol podem estimular o desenvolvimento de doenças oculares graves, como a catarata, pterígio e o câncer de pele na região das pálpebras.

E olha que interessante: a Organização Mundial de Saúde (OMS), ao analisar a quantidade exposição aos raios UV que uma pessoa recebe ao longo da vida, conclui que mais de 80% dessa radiação é recebida ANTES dos 18 anos de idade. Isso acontece porque as crianças passam mais tempo ao ar livre, brincando, do que os adultos. Dessa forma, os pequenos são os que mais precisam de cuidados para proteger a pele e os olhos do sol.

CONHEÇA 5 MANEIRAS DE PROTEGER OS OLHOS DA SUA FAMÍLIA NESSE VERÃO:

1) USE ÓCULOS DE SOL

Começando pelo mais óbvio: as barreiras físicas. O uso de chapéus de aba larga, bonés e barracas e guarda-sóis na praia são ótimas maneiras que proteger os seus olhos. Entretanto, muitos pacientes têm a mesma dúvida: e os óculos de sol vendidos em feiras e camelôs? Já adiantamos que esses não possuem o efeito protetor necessário para proteger dos raios ultravioletas, emitidos pelo sol. É sempre importante ter certeza que as lentes possuem 100% de proteção UVA e UVB e que os óculos se encaixem bem ao rosto, sem permitir a passagem de luz pelas laterais.

2) USE ÓCULOS TAMBÉM DENTRO DA PISCINA!

Quem nunca sentiu os olhos arderem ao mergulhar de olhos abertos dentro da piscina? Isso é devido ao cloro, utilizado para manter a água limpa, sem micro-organismos. No entanto, estudos antigos já mostraram que o contato frequente dos olhos com o cloro diluído na água pode causar danos ao epitélio da córnea, uma fina camada transparente de tecido, que protege a córnea de substâncias irritantes e patógenos e a mantêm lubrificada e saudável.

Com isso, os olhos ficam vermelhos, lacrimejando e a visão se torna embaçada. Para se proteger, basta usar óculos de proteção ao nadar em piscinas, e também na praia ou no mar, cuja água possui partículas que podem machucar os olhos.

3) LAVE AS MÃOS E EVITE COÇAR OS OLHOS

Os cuidados com a higiene ocular são extremamente importantes. Principalmente após nadar, lave os olhos com água corrente. Em dias comuns, o ideal é realizar a limpeza pelo menos uma vez, focando na região dos cílios, pálpebras e cantos, para eliminar possíveis secreções ou impurezas. O calor contribui também para o aparecimento das conjuntivites e outras doenças oculares, então lavar frequentemente as mãos e evitar de coçar os olhos é uma ótima forma de prevenção.

4) EVITE IRRITAÇÕES E ALERGIAS, E O RESSECAMENTO

No verão, o uso do protetor solar e de hidratantes faciais é mais frequente. Mesmo sendo muito importantes, pelo calor e o suor, eles podem acabar escorrendo para os olhos, causando irritações e alergias oculares. Se esse for o seu caso, o melhor é o uso dos óculos e chapéus para proteger a região em volta dos olhos. Outra condição que causa a irritação nos olhos é a secura. O clima mais quente, seco e com vento afeta o filme lacrimal, ressacando os olhos. Para isso, o uso dos óculos também é benéfico, e os colírios de lágrimas artificiais, para manter os olhos úmidos.

Porém, essas alergias e irritações podem ser sintomas de doenças oculares mais graves. Não deixe de consultar um oftalmologista, para uma avaliação especializada dos seus olhos.

5) MANTENHA UMA DIETA SAUDÁVEL, SE HIDRATE E DURMA BEM

Esses são 3 pilares fundamentais para manter o seu corpo inteiro saudável, e também influenciam na saúde ocular. E não é apenas a cenoura que faz bem para os olhos: estudos comprovam que uma dieta rica em LUTEÍNA e ZEAXANTINA (substâncias presentes no espinafre, laranja, couve, mamão, milho, gema de ovo, rúcula, entre outros) e em vitamina C, E e Zinco, participam da prevenção e da diminuição dos sintomas e avanço principalmente da Degeneração Macular Relacionada a Idade, uma doença que causa danos na região central da retina, responsável pela visão central, distinção de cores e pequenos detalhes.

Ademais, a DESIDRATAÇÃO pode afetar os olhos, pois torna mais difícil para o corpo produzir lágrimas, causando os sintomas de alergias e irritações falados anteriormente. O SONO, ou a falta de dormir, também causa o ressecamento dos olhos. E o que as pessoas geralmente fazem nessa situação? Esfregam os olhos. Aprendemos esse comportamento porque ele estimula a produção de lágrimas pela glândula lagrimal, porém aumenta irritação e o risco de infecção por micro-organismos presentes nas mãos.

Em caso de dúvidas ou sintomas persistentes nos olhos, você pode contar com o IOSG para o melhor atendimento. Boas férias e um ótimo verão!

IOSG – Há 40 anos trazendo mais detalhes em sua vida!

Fonte:
– Ishioka, M., Kato, N., Kobayashi, A., Dogru, M., & Tsubota, K. (2008). Deleterious effects of swimming pool chlorine on the corneal epithelium. Cornea, 27(1), 40–43.
– CBO Conselho Brasileiro de Oftalmologia.
– American Academy of Ophthalmology.

Read more...

Você sabe proteger os seus olhos do câncer de pele?

O verão está chegando e nessa época, com o calorão e para aproveitar as férias, muita gente corre para praias e piscinas. Mas te convidamos a pensar: nessas situações, como você passa o protetor solar em você e nos seus filhos? Em algumas áreas, o capricho é certeiro: como nos ombros e nas costas. E o rosto, como é que fica? Para os que se lembram dessa área tão delicada, PARABÉNS! Entretanto, ainda existe um outro problema durante essa aplicação, que é se esquecer da região ao redor dos olhos, o que aumenta –  e muito –  as chances de desenvolver Câncer de Pele.

SOBRE O CÂNCER DE PELE

Cerca de 1 a cada 3 casos de câncer diagnosticados no Brasil, são de CÂNCER DE PELE. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), são registrados 180 mil novos casos por ano. Devido a essa alta incidência, a campanha #DezembroLaranja vem para alertar sobre a necessidade de prevenção da doença, principalmente agora no verão, onde os raios solares incidem com maior intensidade sobre o nosso hemisfério.

Segundo o Diretor da Sociedade Brasileira de Dermatologia, 10% dos tumores de pele do tipo carcinoma basocelular (que é o tipo de câncer de pele mais comum), aparecem na área dos olhos. Esse tipo de câncer dificilmente sofre metástase, ou seja, é raro que se espalhe para outras regiões do corpo. Nas pálpebras, também podem surgir os carcinomas de células escamosas, que são mais raros, e possuem uma chance maior de se espalhar, chagando a ser fatal. A forma de câncer de pele mais agressiva, é chamada de melanoma, que também pode surgir ao redor dos olhos, porém é bem mais raro.

COMO PROTEGER A ÁREA DOS OLHOS?

Um estudo realizado em 2017, pela Universidade de Liverpool, mostrou que não é apenas você quem se esquece de passar o protetor solar em volta dos olhos. Ao analisar o modo de aplicação do protetor solar de 57 pessoas, eles concluíram que cerca de 14% da região da pálpebra e 7% do restante do rosto é esquecido. Isso quando a pessoa se lembra de passar o protetor nessa parte do rosto. E o pior: essas é a área mais propensa ao desenvolvimento do câncer de pele.

No entanto, muitas pessoas parecem deixar de passar o protetor na área dos olhos de propósito. A motivação pode ser sensibilidade ao produto, ou até mesmo para evitar que, ao ter contato com a água ou suor, o produto escorra para os olhos e cause irritação. Nesse caso, as melhores alternativas para proteger, tanto os olhos quanto as pálpebras, são as barreiras físicas: chapéus e óculos com lentes escuras.

QUALQUER ÓCULOS DE SOL POSSUI EFEITO PROTETOR?

Essa é uma dúvida de muitos pacientes, e já adiantamos que não, aqueles óculos mais simples, comprados geralmente em feiras e camelô, não possuem o efeito protetor necessário para prevenir o câncer de pele, ou outras condições como tumores na retina, queimadura na córnea, catarata, inflamações oculares e presbiopia. Para isso, é necessário que os óculos possuam lentes com proteção tanto para os raios ultravioleta do tipo UVA e UVB. Além disso, é muito importante que os óculos se encaixem bem ao rosto, sem permitir a passagem de luz pelas laterais.

VOCÊ PODE CONTAR COM O IOSG

Aqui no IOSG, além de poder se consultar com excelentes oftalmologistas, você também conta com o atendimento dermatológico. Nossa dermatologista, a Drª Monique Naves, possui Pós-Graduação em Dermatologia, Cirurgia Dermatológica, Tricologia e Medicina Estética. Entre diversos tratamentos clínicos, como a Acne, Hiperidrose (suor excessivo), Dermatites, Melasma, Queda de Cabelo, Dermatoses, Estrias, Vitiligo e Psoríase, a Drª também realiza o acompanhamento para prevenção e tratamento do Câncer de Pele e procedimentos de dermatologia estética.

IOSG – Há 40 anos trazendo mais detalhes em sua vida!

Fonte:
– PRATT, Harry et al. UV imaging reveals facial areas that are prone to skin cancer are disproportionately missed during sunscreen application. PLoS One, v. 12, n. 10, p. e0185297, 2017.
– SBD Sociedade Brasileira de Dermatologia, SBCPO Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular, Skin Cancer Org.

Read more...