• Av. Vasconcelos Costa, 962Martins - Uberlândia/MG
  • (34) 3214-3033Ligue para nós hoje!
  • Horário de FuncionamentoSeg - Sex: 8:00 - 18:00

Conheça nossas cirurgias

Temos um centro cirúrgico próprio e altamente equipado para oferecer tratamentos de ponta aos seus olhos. Aqui, todos os instrumentos, iluminação, anestesia, antissepsia e equipe cirúrgica são da melhor qualidade. Conheça os procedimentos:

Vitrectomia

É indicada para os casos de descolamento de retina, hemorragias vítreas e outras doenças vítreo retinianas. Durante o procedimento, o médico retira uma parte ou todo o gel que preenche o globo ocular (humor vítreo), substituindo-o por um soro, gás ou óleo de silicone.

A vitrectomia é realizada sob anestesia local, ou seja, o paciente não sente dor. O procedimento dura cerca de 1 hora e a alta acontece no mesmo dia, sendo necessário o repouso e o uso de colírios recomendados para ajudar na recuperação.

Anel de Ferrara

Também chamado de Anel Intraestromal, ele é um dispositivo implantado no interior da córnea para equilibrar sua deformação (ceratocone), de modo a compensar qualquer irregularidade que esteja atrapalhando a visão do paciente.

Na cirurgia, o médico pinga um colírio anestésico no olho e utiliza um laser de alta precisão para criar uma espécie de túnel onde será implantado o anel. Todo o processo dura cerca de 15 minutos e não provoca dor. É preciso usar uma lente terapêutica por até 2 dias para ajudar na recuperação.

Plástica Ocular

São as cirurgias estéticas e reparadoras feitas nos chamados anexos oculares, ou seja, nas estruturas ao redor dos olhos (pálpebras, órbita, vias lacrimais etc.). A blefaroplastia, por exemplo, é a mais comum e consiste em remover o excesso de pele e gordura das pálpebras, melhorando o aspecto estético e até o campo de visão do paciente.

Essa cirurgia é feita em poucos minutos, não provoca dores e a alta ocorre no mesmo dia. No início, é fundamental manter repouso, caprichar na higiene do local e evitar qualquer exposição aos traumas oculares.

Descolamento de Retina

A técnica cirúrgica adotada pelo oftalmologista depende da causa por trás do descolamento, sua gravidade e localização. Quando há rupturas menores na retina, recomenda-se uma intervenção a laser, terapia de congelamento (crioterapia) ou bolha de gás (retinopexia pneumática).

Por outro lado, quando o descolamento é maior, é indicado juntar a retina e a parede do olho com uma bandagem de silicone (introflexão escleral) ou por meio da remoção do gel vítreo (vitrectomia).

Cirurgia Refrativa

Este procedimento utiliza um laser de alta precisão para esculpir a córnea e corrigir os graus de miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. É uma cirurgia altamente segura, feita sob anestesia tópica (colírios) e que atinge excelentes resultados, eliminando a necessidade do paciente voltar a usar óculos ou lentes de contato.

Para operar, é preciso seguir os exames, ter grau estável, ser maior de idade, não estar grávida e não apresentar uma outra doença sistêmica que contraindique o procedimento.

Crosslinking

Esse procedimento serve para interromper a progressão do ceratocone. Ele consiste na aplicação de uma vitamina (riboflavina) na córnea, que quando exposta à luz ultravioleta, estimula novas ligações entre as moléculas de colágeno. Isso vai endurecer a parte anterior da córnea e estabilizar a doença.

Todo o processo é feito sob anestesia local e leva cerca de 30 minutos. Após a conclusão, o oftalmologista aplica uma lente terapêutica para facilitar a recuperação e pode também indicar o uso de colírios antibióticos e anti-inflamatórios por até 15 dias.

Transplante de córnea

São indicados para restabelecer a qualidade de vida dos pacientes que possuem um caso grave de ceratocone, ceratite, úlcera, queimadura e outras doenças na córnea. Eles podem ser penetrantes (substituição de todas as camadas da córnea), lamelar (apenas as camadas externas) e endotelial (apenas as camadas internas).

Hoje em dia, os transplantes são realizados com máxima segurança e precisão, alcançando baixos níveis de rejeição e complicações. O procedimento é relativamente rápido e não causa dor. É preciso repousar e usar os medicamentos indicados para facilitar a recuperação.

Glaucoma

As cirurgias para glaucoma têm o objetivo de facilitar a drenagem do humor vítreo e aliviar a pressão exercida sobre o nervo óptico. Elas são adotadas em casos específicos, quando o paciente não responde tão bem aos medicamentos. 

A trabeculectomia é uma das técnicas mais comuns e cria uma espécie de bolha de filtração na conjuntiva, a membrana que recobre o nosso olho. Todos os procedimentos disponíveis são altamente seguros e atingem bons resultados. O paciente recebe alta no mesmo dia e retorna às atividades em pouco tempo.

Estrabismo

A cirurgia consiste em afrouxar, tensionar ou reposicionar os músculos responsáveis pelo desalinhamento dos olhos. Ela pode ser feita em adultos, crianças ou adolescentes que apresentem algum comprometimento da estética e da visão em função do estrabismo. 

O procedimento é realizado sob anestesia local ou geral, ou seja, o paciente não sente dores. Os olhos podem ficar um pouco vermelhos nos primeiros dias, período em que é fundamental fazer repouso e usar os colírios indicados pelo médico.

Catarata

A cirurgia consiste em fragmentar, aspirar e substituir o cristalino opacificado (catarata) por uma lente intraocular nova, transparente e totalmente personalizada, ou seja, escolhida especialmente para a necessidade do paciente.

Atualmente, existem lentes disponíveis no mercado capazes de corrigir, na mesma cirurgia, os graus de miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. Todo o procedimento é feito sob anestesia local (colírio), dura menos de 1 hora e o paciente vai pra casa no mesmo dia. 

Convênios

Quer agendar uma consulta, mas não sabe se o seu convênio é aceito?
Veja abaixo todos os convênios que são aceitos aqui no IOSG!