Blog

Fique por dentro de conteúdos e artigos interessantes acessando nosso blog.

O que nós podemos fazer pelos seus olhos?

O Instituto de Olhos Santa Genoveva, ISOG, é referência em tratamento oftalmológico no Triângulo Mineiro, e, desde 1978, é um centro ocular altamente qualificado e pronto para cuidar da saúde dos olhos de Uberlândia e região. Contamos com uma equipe clínica de excelentes oftalmologistas especializados no tratamento de diversas doenças oculares, cujo principal objetivo, além de cuidar da sua saúde, é transmitir confiabilidade e segurança, proporcionando melhor atendimento, conforto e sua total satisfação.

Além dos profissionais especializados, o IOSG também conta com instalações preparadas para a realização de exames específicos e procedimentos cirúrgicos, o que facilita ainda mais a progressão do tratamento. Com tudo isso, você pode ficar despreocupado com a saúde dos seus olhos e da sua família, confira a seguir as nossas especialidades:

CATARATA

A catarata é a opacidade de uma lente natural que temos dentro do olho, chamada de cristalino. Apesar de, em casos raros, ser possível já nascer com catarata (congênita), geralmente é causada pelo próprio envelhecimento, principalmente após os 60 anos de idade. Outras causas de catarata são: uso de algumas medicações (principalmente a base de corticoides), trauma no olho, diabetes, inflamações e infecções. O único tratamento para a catarata é a cirurgia.

Aqui no IOSG temos uma estrutura completa que proporciona aos nossos pacientes conforto, atendimento de qualidade e segurança desde procedimentos simples, até de alta complexidade. Nossa equipe conta com oftalmologistas especializados em catarata, com grande experiência, atualizados e preparados sobre as mais recentes e modernas técnicas no âmbito da cirurgia de catarata. Tudo isso, associado ao constante investimento em tecnologia, sempre em busca dos melhores resultados. A cirurgia é muito segura, com pequena incidência de complicações.

CERATOCONE

Ceratocone é uma doença não inflamatória que leva a distorção da córnea, uma estrutura transparente, que deveria ser quase esférica e regular, e é localizada na parte da frente do globo ocular pela qual os raios luminosos penetram e são captados pela retina. Com esta alteração, qualidade da imagem que chega à retina é reduzida, e pode levar a uma perda considerável da visão.

Essa irregularidade, na maioria dos casos, causa baixa visual não recuperável com óculos, isto é, mesmo com um bom exame de refração a acuidade visual não é boa. As lentes de contato (LC) rígidas ou gelatinosas especiais costumam propiciar boa visão, pois simulam uma nova superfície corneana regular. A evolução da doença pode levar o paciente a ser intolerante às LC e necessitar de um procedimento cirúrgico como anel intracorneano (Anel de Ferrara). O transplante de córnea é realizado somente em 10% dos casos, quando a progressão provoca cicatrizes corneanas ou quando a visão não é satisfatória com os tratamentos anteriores. O IOSG, além de ter oftalmologistas experientes na detecção e controle do ceratocone, possui os melhores equipamentos para a sua avaliação e diagnóstico.

CÓRNEA

Podemos chamar a córnea como a “janela” do olho, já que ela se localiza na região mais externa do olho. Muitas situações podem ocasionar perda da função normal desta estrutura, ocasionando diminuição da transparência ou regularidade e, consequentemente, levar a baixa visão. Questões genéticas, ambientais, alérgicas, infecciosas ou mesmo disfunção na qualidade e quantidade da lágrima, são causas das principais doenças que acometem a córnea. Dentre estas, podemos citar o Ceratocone, a Síndrome do Olho Seco, as ceratites infecciosas (vírus, bactérias e outros parasitas), as distrofias corneanas (doenças genéticas), o trauma ocular, todas podendo ocasionar graves sequelas se não tratadas a tempo.

Atualmente, por conta da notável evolução dos tratamentos e novos medicamentos, todos estes problemas podem ser manejados com sucesso, exceto em raras exceções. Como exemplo, podemos citar o Transplante de Córnea, que tem atingido um nível de refinamento na técnica surpreendente nas últimas décadas. Os médicos especialistas do IOSG realizam todas as variantes reconhecidas nacional e internacionalmente, desde o tradicional transplante penetrante até as técnicas lamelares mais avançadas, substituindo apenas a camada doente da córnea por um tecido doador saudável.

CIRURGIA A LASER

A Cirurgia Refrativa a laser é o procedimento cirúrgico para correção dos erros refracionais (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia), realizada através de um equipamento chamado Excimer Laser. A avaliação do médico oftalmologista especialista em Cirurgia Refrativa e os exames de última geração permitem elevado grau de precisão e segurança desse procedimento cirúrgico.

Para a análise dos candidatos à cirurgia, é necessário um exame oftalmológico completo: refração adequada, topografia, estudo de mapas paquimétricos e tomográficos da córnea, avaliação do cristalino, estado da retina, pressão intraocular, entre outros. E você pode contar com os médicos da IOSG para um atendimento eficaz e personalizado. Além disso, priorizamos o investimento em tecnologia em procedimentos e exames clínicos.

ESTRABISMO

O estrabismo é considerado um defeito de posicionamento dos olhos, ou seja, quando o olhar está numa direção num olho e em outra no outro olho. A falta de alinhamento entre os olhos pode ser notada constantemente ou apenas em alguns momentos. Enquanto um olho fixa em frente, o outro desvia para dentro ou para fora, para cima ou para baixo. É mais comum em crianças, mas pode ocorrer em adultos.

É importante destacar que o estrabismo não desaparece com o crescimento, mas pseudoestrabismo (falso estrabismo), sim. Portanto, quanto mais precoces forem o exame e o tratamento, melhor será o resultado.

Não são todos os casos que necessitam de cirurgia, em alguns casos o tratamento pode ser feito por uso de óculos e exercícios. No entanto, se for indicada cirurgia, quanto mais cedo for feita, melhor a chance de a criança desenvolver visão normal. Por isso, deve-se sempre se consultar com um oftalmologista regularmente, para a avaliação e diagnóstico precoce de doenças oculares como o estrabismo.

GLAUCOMA

O glaucoma é denominado como um grupo de doenças que danificam o nervo óptico e podem resultar em perda de visão e cegueira. Mas isso pode ser evitado com a detecção e tratamento precoces, e o IOSG tem uma equipe médica especializada disponível para te atender e oferecer o melhor tratamento e prevenção contra este mal.

O tipo de glaucoma mais comum é o crônico, também chamado de ângulo aberto. Nesse tipo, o líquido que nutre as células do globo ocular e passa por uma malha que fica no ângulo aberto entre a córnea e a íris, acaba fazendo o percurso mais lentamente. Daí se acumula na região e aumenta a pressão intraocular, danificando o nervo óptico. Se não houver tratamento, a perda da visão é gradual e indolor, e pode evoluir para a perda de visão lateral, como se a pessoa estivesse vendo por um buraco de fechadura, e, mais gravemente, para a cegueira.

PLÁSTICA OCULAR

Plástica nos olhos? Esta é uma subespecialidade na oftalmologia que estuda e trata afecções nas pálpebras, cílios e supercílios, bem como vias lacrimais e órbita. São estruturas que dão sustentação e proteção ocular, portanto, quando sofrem alterações, podem interferir diretamente na saúde ocular e qualidade de vida do paciente. Daí a importância de serem conduzidas por profissional que compreenda detalhadamente a anatomia e funcionamento dos seus olhos.

No IOSG você encontra profissionais especializados neste tipo de intervenção ocular, que atua desde o excesso de pele sobre os olhos, bolsas de gordura, rugas na região frontal da face, até a correção do mau posicionamento palpebral (ectrópio, entrópio, ptose), dos cílios e supercílios, desobstrução de vias lacrimais e tratamento clínico ou cirúrgico de tumores orbitopalpebrais. A plástica ocular reestabelece o contorno da pálpebra, melhora da expressão do olhar e da aparência, além de reparar alterações de cunho genético, causadas por traumas ou inflamações ou pelo próprio envelhecimento.

RETINA

A retina é uma fina camada de células que reveste a parte mais interna do olho. Ela é responsável por transformar o estímulo luminoso num estímulo neurológico que é transmitido ao nervo óptico. Por sua vez, o nervo óptico leva estas informações para o cérebro que, após seu o processamento, se transforma no que chamamos de visão. A retina ainda não pode ser transplantada ou “trocada”, por isso qualquer dano que ocorra com ela, pode ser irreversível. As doenças oculares que envolvem a retina mais comuns são a Degeneração Macular Relacionada à Idade, Descolamento de Retina, Membrana epirretiniana, Retinopatia diabética, Oclusões Venosas Retinianas, Retinoblastoma, Doenças inflamatórias, como as Uveítes, Buraco Macular, Distrofias Retinianas e outras.

Essas doenças da retina podem ser graves e, se não tratadas a tempo, podem levar a uma cegueira irrecuperável. Por isso, no IOSG você encontra oftalmologistas especializados em retina, os retinólogos, profissionais com ampla experiência que te proporcionarão um atendimento personalizado e tratamento de ponta.

OUTRAS DOENÇAS

Além dessas, doenças oculares como Ambliopia, Calázio, Doenças da Esclera, Presbiopia e Pterígio ainda são muito comuns e, como já foi dito anteriormente, aqui você encontra profissionais de altíssima qualidade e experiência para te atender da melhor maneira possível.


Quer saber mais? Entre em contato com a gente e marque uma consulta! Nossos oftalmologistas estarão dispostos a te ajudar no que for possível e solucionar suas dúvidas. Além disso, você pode saber mais sobre as doenças oculares aqui.


IOSG | Há 40 anos trazendo mais detalhes em sua vida!

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *