Blog

Fique por dentro de conteúdos e artigos interessantes acessando nosso blog.

Como tratar o ESTRABISMO na infância

O estrabismo, popularmente chamado de “vesguice”, é um defeito visual conhecido pelo desalinhamento de um ou de ambos os olhos. Além de incomodar pela questão estética, quando negligenciado, também pode oferecer riscos à visão das crianças.

Este problema é classificado em diferentes tipos, que ainda podem se combinar:

– Estrabismo convergente ou esotropia: quando o olho aponta para o nariz.
– Estrabismo divergente ou exotropia: quando o olho é virado para o lado de fora do rosto, ou seja, para a orelha.
– Estrabismo vertical ou hipertropia: quando o olho aponta para cima ou para baixo.

Na maioria dos casos, as crianças são diagnosticadas entre o primeiro e quarto ano de vida, e raramente desenvolvem a doença após os 6 anos. A principal causa é um desequilíbrio na musculatura que sustenta e controla o movimento ocular, mas há fatores de risco menos comuns como o retinoblastoma, fraturas da órbita ocular, Síndrome de Down e Hipermetropia Excessiva.

QUAIS OS PERIGOS DO ESTRABISMO?

Quando os olhos estão desalinhados, o cérebro recebe duas imagens visuais diferentes e muitas vezes “ignora” uma delas. A longo prazo, esse processo desacelera o desenvolvimento do olho afetado (ambliopia) e pode causar baixa visão. Estima-se que o estrabismo ocorra em aproximadamente 3% das crianças, e que até metade delas apresentem algum comprometimento visual decorrente desse mal.

Na ausência de tratamento até os 7 anos, quando o olho termina de amadurecer, a criança corre o risco de ter sua visão deteriorada o suficiente para atrapalhar atividades simples do dia a dia.

COMO TRATAR, ENTÃO?

O objetivo, em qualquer situação, é equilibrar a acuidade visual e depois alinhar os olhos.

Muitas vezes o estrabismo é resolvido naturalmente ou então por meio de um tapa-olho, óculos ou lentes de contato que estimulem o fortalecimento da musculatura. Uma outra possibilidade é a recomendação de colírios de atropina que obscurecem levemente a visão do olho saudável para forçar a atividade do que está desalinhado.

Quando o caso é mais sério e não há resposta adequada a esses tratamentos, um oftalmologista pode indicar a cirurgia, destinada a afrouxar ou tensionar os músculos que estão causando o desequilíbrio.

Para evitar complicações e garantir uma visão saudável, é muito importante manter as consultas oftalmológicas em dia, inclusive com check-ups anuais. Pensando no bem-estar das crianças, o cuidado começa ainda na barriga da mamãe, com o pré-natal.

Caso tenha alguma dúvida, os nossos oftalmologistas estão à disposição. Temos especialistas no assunto que podem te ajudar do diagnóstico ao tratamento. Agende sua consulta pelo telefone (34) 3214-3033.

Fontes:
KidsHealth. Disponível em: https://kidshealth.org/en/parents/strabismus.html

Estrabismo. Disponível em:
https://www.cbo.net.br/novo/publico-geral/o-que-e-estrabismo-.php

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *