Blog

Fique por dentro de conteúdos e artigos interessantes acessando nosso blog.

Nosso arroz com feijão pode fazer bem aos olhos, sabia?

Para a prevenção de diversos tipos de doenças, os especialistas sempre recomendam: “siga uma dieta saudável e balanceada!”. Mas você sabe o que isso quer dizer? E aliás, você sabia que o nosso famoso prato cotidiano, o arroz e o feijão, é super rico em nutrientes, que fazem bem para nossa saúde? Pois é, mesmo com uma alta porcentagem de carboidrato em sua composição – considerado por muitos como um vilão da perda de peso – esse baião de dois, de maléfico não tem nada, sendo importante até para manter a qualidade da sua VISÃO, por prevenir uma doença chamada Retinopatia Diabética.

QUE HISTÓRIA É ESSA DE ALIMENTOS QUE PROTEGEM OS OLHOS, “UAI”?
Calma que a gente te explica! Estudos recentes mostram que o consumo diário ideal de FIBRAS é de 25 gramas para mulheres e 31 gramas para homens. E quais alimentos possuem muitas fibras? Isso mesmo, o arroz e principalmente o feijão! Só pra você entender melhor, olha essa comparação: um copo de arroz branco e feijão possui 10 gramas de fibra, enquanto a mesma medida de frango e arroz possui menos que 1 grama. Outros alimentos da nossa cultura, que também são fontes de fibras, são: ervilha, lentilha, linhaça, aveia, milho, trigo, farinha integral e os cereais.

Também não precisa ficar com medo de engordar, em 2016 o American Journal of Clinical Nutrition fez uma análise de 21 estudos e descobriu que pessoas que comiam 3/4 de um copo de feijão por dia conseguia perder peso com mais facilidade do que aqueles que cortaram o alimento. E mesmo que o arroz sozinho seja composto de carboidratos de digestão rápida, elevando os níveis de glicose no sangue, ao ser combinado com o feijão, esse ajuda na digestão desses carboidratos. Outra vantagem é que o arroz também possui vitaminas do complexo B, ferro e proteínas.

Mas como as fibras presentes no seu prato de mexidão podem te ajudar a manter a sua visão ao longo da vida? Uma dieta rica em fibras mantem o açúcar no sangue mais regulado, ou seja, os níveis de glicemia. E quando se fala em olhos, a doença mais relacionada aos níveis elevados de glicose no sangue é a Retinopatia Diabética.

O QUE É RETINOPATIA DIABÉTICA?
É uma doença na retina, em consequência do diabetes mellitus. A retina é uma membrana que envolve a porção interna do olho, composta por células neurológicas responsáveis por captar a luz e as imagens e transmitir essa informação ao cérebro através do nervo óptico, tornando possível a visão. Em pessoas com diabetes, há resistência (tipo 2) ou baixa produção de insulina (tipo 1) pelo organismo, que é a substância responsável por fazer com que a glicose consiga entrar nas células e ser metabolizada, gerando energia para o funcionamento do corpo.

Com isso, há um acúmulo de açúcar no sangue (hiperglicemia), que causa a morte das células do endotélio, tecido que recobre os vasos sanguíneos da retina. Dessa forma, o corpo entende que é necessário fabricar novos vasos sanguíneos, processo chamado de neovascularização. Porém, esses novos vasos são DEFORMADOS E FRÁGEIS, e podem se romper e causar uma hemorragia dentro da retina, levando à perda da visão.

Por isso, a PREVENÇÃO dessa doença é o mesmo clichê médico citado anteriormente: “siga uma dieta saudável e balanceada!”. O controle da glicemia e o tratamento do diabete mellitus, junto com o acompanhamento ao oftalmologista são essenciais. As principais formas de tratamento contra a Retinopatia Diabética, são através de cirurgia a laser (panfotocoagulação e vitrectomia) e a injeção intraocular de corticoides ou substâncias anti-VEGF (que evitam a formação de novos vasos sanguíneos). Mas na maior parte dos casos, essas técnicas apenas impedem a piora da doença, não sendo possível a cura.

 

Conte com o IOSG para te manter informado e garantir uma melhor visão e qualidade de vida. Agende já a sua consulta.

IOSG – Há 40 anos trazendo mais detalhes em sua vida!

Fonte:
– CR Consumer Reports
– Hospital Sírio-Libanês

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *